PROFISSIONAIS DA SAÚDE DE BACABAL COMEMORAM A REDUÇÃO DA CARGA HORÁRIA PARA 30 HORAS SEMANAIS

24

Aconteceu na noite de ontem, quinta-feira, 13, na sede da Associação dos Servidores do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE), a solenidade em comemoração a regulamentação de 30 horas semanais da carga horária de trabalho dos enfermeiros e técnicos de enfermagem que prestam serviços para o Hospital Geral, Hospital Materno Infantil e SAMU de Bacabal.

Além dos profissionais da categoria estiveram, também, presentes na solenidade o secretário de saúde, farmacêutico-bioquímico Silas Duarte de Oliveira, a secretária da mulher Taugi Lago, a secretária de assistência social Ivaneide Brandão, a secretária de finanças Natália Duda, o diretor do SAAE Marcelo Almeida, o diretor do Hospital Municipal Jacob de Oliveira Veras, a diretora do Hospital Materno Infantil Ivonilde Feitosa Pinto, a diretora do SAMU Marlene Farias, o vereador Manuel da Concórdia, o Superintendente de atenção da saúde Ozino Cutrim, Presidente do conselho regional de enfermagem (Coren) – subseção de Bacabal Maria Lúcia, a Presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Bacabal Valdizia Vieira Silva e a Técnica em enfermagem Florência Francisca, que compuseram a mesa.

Na abertura o enfermeiro Ozino Cutrim frisou que este feito é oriundo de uma reivindicação feita há quase duas décadas. “Hoje é a celebração de uma conquista que se estende há pelo menos 19 anos. O SAMU é o primeiro órgão de Bacabal que já está cumprindo com carga horária de 30 horas de trabalho para todo servidor. E dentro dos hospitais, já estamos com 80% das escalas já cumprindo 30 horas,” disse.

Em seguida a presidente do sindicato dos servidores públicos municipais de Bacabal, Valdizia Vieira Silva, fez o uso da fala. “Pra mim também é uma surpresa, porque nunca tivemos esse momento. Porque é muito valoroso quando somos enxergados pelo poder público. É uma luta que não é de hoje por essas sonhadas 30 horas. Pra muita gente era até impossível. E agora veio essa grande conquista que foi regulamentar toda enfermagem para trabalhar 30 horas,” destacou.

Representando o Poder Legislativo de Bacabal, o vereador Manuel da Concórdia (Podemos), destacou a boa vontade da atual gestão em atender uma das reivindicações que, segundo ele, também foi uma de suas bandeiras erguidas como vereador. O Coren de Bacabal foi representado pela enfermeira e presidente da subseção de Bacabal, Maria Lúcia, que mencionou a emoção pela conquista. “É uma surpresa pra mim até ser chamada, estou emocionada. Como representante do Coren busquei junto com a secretaria de saúde essa realização. Agradeço o enfermeiro Ozino Cutrim, a Valdiza Vieira, que é Presidente do Sindicato dos servidores municipais, o Secretário Silas Duarte e o Prefeito que me escutou e, graças a Deus, estamos aqui,” finalizou.

Em suas palavras a técnica em enfermagem Florência Francisca da Silva Leal, 72 anos e funcionária ativa do Hospital Materno Infantil, avaliou a importância da conquista e mostrou um pouco da própria trajetória na profissão. “Comecei a trabalhar em 1973 e, graças a Deus, sou feliz, faço o que eu gosto. Já tenho 74 anos, mas estou lutando ainda! Obrigado”.Bastante aplaudido por todos que estavam presentes na solenidade e principal responsável por essa conquista para categoria, o secretário de saúde, farmacêutico-bioquímico Silas Duarte de Oliveira, foi firme ao começar seu discurso com as palavras de ordem: “Saúde Pública de qualidade, para cuidar bem das pessoas, direito do povo bacabalense, direito do povo brasileiro, direito do povo maranhense”, iniciou.

O secretário também lembrou o longo percurso até a chegada dessa conquista e de sua luta como sendo o primeiro servidor da saúde do estado do Maranhão a defender a municipalização da saúde. “Este é o resultado de uma luta que iniciou desde a década de 90. É a vitória do povo de Bacabal que hoje consagra às 30 horas que está dentro do SUS. O plano de cargos, carreira e salários também é uma luta nossa! Luta também do conselho municipal de saúde, que é órgão regulador do SUS.”

No final, foi servido um coquetel para todos os presentes.